domingo, 14 de agosto de 2011

A IMPORTÂNCIA DA COPA DO MUNDO NO BRASIL

-EU E O MINISTRO DOS ESPORTES, ORLANDO SILVA-
DAQUI A DOIS ANOS TEREMOS A COPA DE 2014 NO BRASIL! POLÊMICAS SEMPRE TEMOS. TEMOS QUE É TORCER PARA O BRASIL E QUE OS RECURSOS NA ORGANIZAÇÃO SEJAM BENÉFICOS PARA O BRASIL!
LEIAM A ENTREVISTA COM ORLANDO SILVA:

Ministro peita Teixeira e garante liberdade de imprensa na Copa



Em entrevista ao programa Roda Viva, nesta segunda-feira (8) na TV Cultura, o ministro do Esposte, Orlando Silva Júnior, afirmou que o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, não terá o poder de vetar jornalistas no Mundial. A promessa havia sido feita pelo próprio Teixeira em entrevista à revista Piauí no último mês. Teixeira também disse que poderia fazer o que quisesse na Copa, como não dar credeciais ou proibir o acesso da imprensa.


“O Brasil é uma democracia e uma das suas características é a imprensa livre, seja rádio, TV, jornal, todos os profissinais terão direito de trabalhar, todas as empresas que oferecem informação à sociedade terão direito de se credenciar. Não tenho dúvida de que a Copa do Mundo no Brasil terá uma grande cobertura e todo mundo vai ter acesso ao evento, estou seguro disso”, rebateu Silva Júnior.

“Estou convencido de que não é a vontade de Orlando, Ricardo ou Marília que vá definir a cobertura da Copa. O Brasil tem regras, é do jogo democrático do Brasil. Se no Palácio do Planalto qualquer órgão de imprensa pode se credenciar para acompanhar uma solenidade ou um evento com a presidente da república do Brasil não existe evento que não permita que isso aconteça”, afirmou.

As declarações do ministro aparecem como novo foco de tensão entre governo e CBF. Irritada com os superpoderes de Teixeira, a presidente Dilma Rousseff resolveu interceder e vem minando a soberania do dirigente. A primeira medida foi nomear Pelé, desafeto de Teixeira, como embaixador da Copa. A medida surtiu efeito, e o ex-jogador ofuscou o presidente da CBF na cerimônia do sorteio dos grupos das eliminatórias.

Sobre o Rei do Futebol, Orlando Silva diz que sua participação será mais do que meramente figurativa e que ele será convidado a opinar em diversos aspectos.

“Ele vai servir também como um consultor, tem uma experiência de 12 Copas do Mundo”, ponderou o ministro.

Obras da Copa
O cronograma apertado das obras e possível estouro do orçamento foi tema da entrevista. O ministro voltou a afirmar que o ritmo dos preparativos é bom e que o Brasil sediará a Copa do Mundo sem percalços e com sucesso.

“O presidente Blatter [Joseph, presidente da Fifa] tem a consciência clara de como vão os preparativos do Brasil e os temas importantes como estádios, aeroportos, segurança, mobilidade. Acredito que ele tem muita confiança no Brasil, sabe das nossas virtudes, limites e da nossa capacidade de trabalho e do nosso compromisso”, concluiu.

Ao ser perguntado pelo atraso nas obras, o ministro nega que isso esteja acontecendo e esclarece com otimismo: “As obras estão caminhado. No final de 2012 teremos oito dos 12 estádios prontos”, esclarecendo que três deles são de iniciativa privada: Porto Alegre, Curitiba e São Paulo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário